Mago e a Magia Cerimonial

         O termo Magia é um assunto muito polêmico que ainda assusta muita gente. Segundo os pesquisadores a Magia: "é uma ciência Sagrada e aplicada as leis Universais com um objetivo". Existe muito preconceito a respeito dela mas é a força que o Mago usa na direção que escolher e qual o caminho que vai utilizá-la. Se ele for usar as suas faculdades para propósitos de prejudicar os outros usa-se o termo "magia negra".
         Toda Magia deve ser realizada com fins altruístas em benefício da humanidade. Se o Mago usar a magia com fins negativos ele irá responder por essa atitude. O verdadeiro mago sempre adere as leis universais e sabe sobre suas causas e seus efeitos, por isso ele tem conhecimento do que vai realizar. Existe um Axioma Universal que diz: "como acima, assim é embaixo" é uma das Leis. A Magia é o ato de transformar uma realidade. Para os povos antigos Magia era respeitada e venerada como verdades absolutas.
     Os antigos Egípcios chamavam a Magia de Grande Ciência Sagrada e ela era utilizada para estudar os segredos da natureza e suas relações com o homem. A Magia também servia como um conjunto de práticas que visavam o desenvolvimento integral das faculdades espirituais do ser humano. A Magia era a ciência dos antigos Magos. Dogma e Ritual da Alta Magia: "A Ciência dos magos, nesta época, achava-se reduzida aos conhecimentos de um pequeno número de adeptos, que a ocultavam no mais profundo do santuário para não incorrer nas perseguições do fanatismo e para evitar o riso obsceno dos materialistas".
          O termo Mago indica antigo sacerdote dos Persas. Era o seguidor do Zoroastrismo, estudioso dos astros. Era uma pessoa com sabedoria sendo um homem que praticava magia. O caminho do mago é o caminho do espírito. Ele observa a realidade como um todo. É necessário uma vida inteira para aprender mas tudo está disponível a fim de fazer grandes transformações. O mundo está dentro do mago e ele enxerga a realidade e ele possui poder mas o verdadeiro poder é o lado do amor que encerra toda a sabedoria.
        No livro o caminho do mago: "Existe um Mago em cada um de nós. Tudo vê e tudo sabe". O Mago precisa usar o seu poder mental buscando conhecimento concentração e visualização para realizar as magias. Ele pode fazer grandes modificações e realizações levando-o além das limitações".
Eliphas Levi (cujo seu nome verdadeiro era Alphonse Louis Constant) famoso Ocultista e Mago escreveu um pequeno poema chamado o Mago. Levi possui inúmeros livros e todo o estudante de magia deveria ler Dogma e Ritual da Alta Magia. "Os Magos tinham consciência que havia algo profundo e que podiam mudar o mundo se desejassem, transformando-se a si próprios. O caminho do mago pertence a todos, porém cada um está num grau diferente de evolução". Quem desejar conhecer magia deve aprender inicialmente a entender o funcionamento das leis da natureza. É necessário dedicação e disciplina na busca do conhecimento. Sabemos que toda magia é mental: força e a intenção de um pensamento que pode determinar o tipo de magia. O pensamento é o poder que a mente exerce sobre o mundo.
      A visualização é a origem de tudo produzido pelos seres humanos sendo um instrumento importante na  realização da magia. Outro item importante é a concentração um fator para que a magia se realize. Como se diz: "O Poder e a responsabilidade andam sempre juntos". Existem quatro verbos que estão escritos nas quatro formas simbólicas da esfinge e deve combinar-se mutuamente: saber-ousar-querer-calar é o poder dos Magos. Ele irá demonstrar o seu conhecimento pelo seu comportamento interno e não precisa de ostentação externa. Ele é uma pessoa simples auxiliando a todos os seres que necessitarem. Sua autoridade é mágica. O mais famoso Mago é Merlim que segundo as lendas, foi um grande mago e conselheiro do Rei Arthur. Na verdade existe uma única magia e vai depender do grau de maturidade que o mago atingiu com seu esforço. Se o mago desejar ele pode usar a magia Cerimonial.
         "A Magia Cerimonial realiza um trabalho mais fácil com as forças ocultas através do uso de vários instrumentos auxiliares usados com frequência. Esses instrumentos devem ser tratados com respeito pois, simbolizam forças espirituais leis e qualidades.Esses instrumentos só devem ser utilizados para esse propósito". Devem ser guardados com carinho e longe das pessoas que não possuem conhecimento. Somente o Mago deve manuseá-los. Antes de serem utilizados devem passar por um processo de limpeza pois o Mago sabe que o instrumento mágico simboliza as leis Divinas que irão trazer o resultado desejado. Existem importantes instrumentos mágicos e suas funções simbólicas e como usá-los na prática durante as operações de Magia Cerimonial.
          O Círculo mágico representa a união do macro cosmo com o microcosmo sendo o homem perfeito. É um diagrama simbólico do infinito e da divindade em todos os aspectos. O Mago que fica no centro do círculo mágico é protegido de qualquer influência não importa se é positiva ou negativa porque o próprio mago está simbolizando o Divino no Universo. O Círculo é uma segurança mas o Mago precisa estar concentrado no que está realizando. Deve ter atitudes corretas sobre seus atos para não perder o controle a fim de não atrair seres de esferas negativas. O modo pelo qual o círculo mágico é formado depende da atitude individual religião e conhecimento que ele tenha. Quando construímos o círculo mágico vai depender dos princípios, ideias crenças individuais e  as qualidades das divindades que deverá estar inserida graficamente por este círculo. O que for da energia individual do Mago ele é que vai escolher como fazer o círculo. Este círculo deverá ser aberto antes do ritual e fechado após o término dos trabalhos. Ele vai depender do propósito e da consciência do mago. Ele pode desenhar o círculo com objetos dependendo do local, porém esse círculo deverá ser largo o suficiente para que o Mago possa se locomover. O Mago deve estar com o maior poder de concentração para que seja mágico. Se ele não estiver concentrado atrairá poderes negativos ficando difícil a situação. A seriedade é um fator importante e uma postura correta nas realizações das operações para que tudo corra bem.
        O Círculo não precisa necessariamente ser colocado no chão se o mago não quiser. Ele poderá ser desenhado no ar mas sobre a condição de que o mago esteja completamente consciente da qualidade universal de proteção. Para desenhá-lo pode-se usar um instrumento ou a própria mão  usando a força mental  e o poder de visualização em comunhão com o Criador. Segundo afirmam os livros que falam na construção do círculo mágico o mago não deve deixar o círculo durante o ato de invocação. Este não deve ser interrompido porque abrirá uma brecha para a negatividade. É preciso que o Mago saiba como vai proceder e pedir orientação espiritual quando for trabalhar com o círculo mágico. O Círculo mágico simboliza o infinito sendo o símbolo de manifestação de tudo que foi criado. É de responsabilidade do Mago saber construir o círculo com responsabilidade.
        O Triângulo Mágico é o símbolo da manifestação e da realização. É a primeira forma perfeita sendo o símbolo da comunicação com o Universo. É um diagrama do mundo tridimensional o mundo mental astral e físico. Cada poder a ser projetado no mundo físico deve ocorrer através dos três mundos: o mental, astral e o físico. O mundo mental simboliza a força de vontade sendo o intelecto. No mundo astral representa o  poder e no mundo físico indica a matéria. O número três representa a Trindade e possui um papel importante em cada religião. O triângulo vem após o círculo (símbolo do infinito). O número três é o símbolo da comunicação em todos os sentidos. O Triângulo é o diagrama com limites e deve ser largo o suficiente para dar espaço para a entidade que vai ser evocada. O Mago precisa ter o controle de tudo, por isso requer conhecimento e deve estar sintonizado com o triângulo. Quando o Mago for desenhar o Triângulo será o mesmo material que é usado para desenhar o círculo.
Todos os símbolos devem ser usados com consciência. Há necessidade de se familiarizar e buscar conhecimento cada vez mais sobre os símbolos para compreender essas operações.
        O Bastão mágico é um auxiliar importante para o mago colocar a sua vontade em qualquer esfera ou plano. Este bastão poderá influenciar qualquer ser tanto humano como animal. Ele também serve para dispersar as influência negativas. O Bastão é útil para curar as pessoas. Ele é usado para evocar altas inteligências pois o bastão mágico simboliza o poder absoluto do mago.
          A espada mágica é muito conhecida. Ela possui muitos significados simbólicos mas serve como um símbolo de obediência absoluta de um ser. Ela representa o aspecto da palavra. A Espada deverá ser usada quando o mago tem que usar a força para fortalecer mais a sua autoridade sobre um ser. O modo que a espada será manufaturada depende da individualidade de cada mago. Nas religiões existem seres que usam a espada. O Arcanjo Miguel é simbolizado por uma espada derrotando o dragão símbolo da negatividade. A espada é o símbolo da Justiça e da Lei.
          A Adaga é uma espada menor mas possui o mesmo simbolismo sendo feita  do mesmo modo que uma espada mágica.
          O Tridente também tem o mesmo significado de repressão pois o mago precisa ter poder sobre determinado ser para que este o respeite. As três pontas dele simbolizam nosso mundo  tridimensional por isso, o mago pode impor a sua vontade nos três planos."As antigas feiticeiras quando passavam a noite por uma encruzilhada de três caminhos, uivavam três vezes, em honra a tríplice Hécate" em Dogma e Ritual da Alta Magia. E ainda: "O Tridente de Paracelso é um pentáculo que exprime o resumo do ternário na unidade,que completa assim o quaternário sagrado...".
        Outro acessório auxiliar é a faixa e o chapéu que devem ser feitos de acordo com o caráter  e da divindade que o mago está conectado. Esses símbolos desenhados estão expressos no desenvolvimento espiritual através de alguns símbolos que serão colocados no chapéu ou na faixa. Ele deverá usar algo na cabeça quando estiver fazendo suas operações mágicas. É uma proteção para ele. O mago pode usar a vestimenta mágica simbolizando a pureza de todas as ideias. A escolha de cor e da vestimenta depende do próprio mago e quais são os seus propósitos. O cinto faz  parte da vestimenta que significa a dominação sobre os elementos. As duas partes são unidas desenvolvendo o equilíbrio. O mago pode usar qualquer auxiliar adicional para outros propósitos. Ele deve ter o mesmo respeito com esses instrumentos. Os  instrumentos auxiliares da magia do Mago não  podem ser emprestados para ninguém. É a energia do próprio mago que está incrustada nos objetos. É importante que o Mago esteja em total tranquilidade para a cerimônia. Somente nas mãos de um Mago que tem esse conhecimento os instrumentos irão trazer os resultados desejados.
        Se o Mago por algum motivo, não puder usar os seus instrumentos por um longo tempo devido ao algum problema eles ainda irão permanecer em contato com as faculdades que eles simbolizavam. Esses instrumentos não irão perder seus poderes mágicos, pois sua energia ficará ali por muito tempo.
A consagração dos instrumentos mágicos só podem ser utilizados pelo próprio mago. Esses instrumentos não terão utilidade e  nem validade  quando usados nas mãos de outro mago mesmo que este seja iniciado na Magia. A Magia é uma ciência muito sagrada que deve ser respeitada. Os Livros de Franz Bardon também são indicados para o estudo da Magia.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os números

Energia

Cruz